no ninho dos açores

e por falar em sexo...


Fuck Buttons - "Bright Tomorrow"


Holy Fuck - "Milkshake"

grande promoção do 'serrote' - leve 20, pague 0!*

Earth - "The Bees Made Honey in the Lion's Skull" (2008, Southern Lord)
Earth & Sir Richard Bishop - Split Vinyl 12" (2008, Southern Lord)
Nadja - "Thaumogenesis" (2007, Archive)
Electric Wizard - "Witchcult Today" (2007, Rise Above)
*Shels - "Sea of the Dying Dhow" (2007, Shelsmusic/Undergroove)
Kayo Dot - "Choirs of the Eye" (2003, Tzadik)
Kayo Dot & Bloody Panda - Split Vinyl 12" (2006, Holy Roar)
Luddite Clone - "The Arsonist and the Architect" (2000, Relapse)
Genghis Tron - "Board Up the House" (2008, Relapse)
5ive - "Hesperus" (2008, Tortuga)
Boris - "Smile" (29.04.2008, Southern Lord)
MGR - "Wavering on the Cresting Heft" (2007, Conspiracy)
Jesu - "Sundown/Sunrise" EP (2007, Aurora Borealis)
Russian Circles - "Enter" (2006, Flameshovel)
Rosetta - "Wake/Lift" (2007, Translation Loss)
Mouth of the Architect - "The Ties That Blind" (2006, Translation Loss)
Laura - "Radio Swan Is Down" (2006, Alone Again)
The Pax Cecilia - "Blessed Are the Bonds" (2007, ed. de autor)
The Austerity Program - "Black Madonna" (2007, Hydra Head)
Shit & Shine - "Cunts With Roses" (2007, Noisestar Music)


Se aquilo que procuram são os mentores do drone, recentemente convertidos ao deserto, não procurem mais e queiram dirigir-se a Earth. Se, adicionalmente, quiserem algo mais étnico-experimental, então vão por Earth & Sir Richard Bishop.
Se, pelo contrário, procurarem discípulos desse mesmo drone/doom, experimentem Nadja que não se arrependerão.
Por falar em doom, se aquilo que pretendem é mesmo um bom doom psicadélico à moda antiga, a vossa escolha só poderá recair sobre os Electric Wizard.
Se a vossa preferência vos leva por caminhos mais experimentais, com umas tiradas de metal progressivo à mistura, queiram optar por *Shels ou Kayo Dot (Kayo Dot & Bloody Panda, para algum doom sangrento adicional).
Se a vossa 'cup of tea' é mesmo o barulho puro e duro de um noise/grindcore, então ouçam Luddite Clone (grind como se fazia no tempo dos nossos avós! Com grunhidos, balidos e vagidos avulsos incluídos!) e/ou Genghis Tron (com uns toques modernaços de electrónica e das matemáticas).
Se, como eu, são devotos fiéis de todas as coisas sludge e stoner, então têm que ouvir 5ive!... Não a boy band (cruzes-credo!), mas sim os verdadeiros e inimitáveis 5ive! Os dois que mais parecem uma orquestra, tal a muralha sonora!
Falando agora de grandes nomes, oiçam o terror do noise japonês, os Boris, e preparem-se para (mais) uma surpresa! E se são adeptos incondicionais dos Isis, e do Mike Gallagher em particular, bem como de arquitectura paisagística, queriam ouvir MGR. Para mais paisagens e ambientes, experimentem também esse grande senhor, que é Justin Broadrick, com mais um capítulo do seu projecto Jesu.
Se, por sua vez, são apreciadores dessas modernas estéticas art-metal e post-metal, então orientem os vossos tímpanos na direcção de Russian Circles, Rosetta, ou mesmo Mouth of the Architect. Se, para além de serem moderninhos, têm um coraçãozinho de manteiga e o vosso post pende mais para o rock do que, propriamente, para o metal, então queiram escutar Laura e The Pax Cecilia.
E finalmente, se aquilo que procuram não é nada disto e não tem absolutamente nada a ver com nada, então dêem uma espreitadela a The Austerity Program para um punk industrializado (à falta de melhor definição), ou a Shit & Shine para algum do noise mais javardão que terão oportunidade de ouvir na vossa vida!

A serem descarregados nos sítios dos costume. Desfrutem do barulho!

*O que, tecnicamente, não é verdade, uma vez que a rodelinha plástica dos Earth já cá canta. Outras se lhe seguirão... Tudo a seu tempo.

Nota: A posta não tem links, porque isso dar-me-ia muito trabalho (e também para não atrair atenções indesejáveis), mas se procuram algum destes discos em particular apitem, que eu dou-vos o link para o crime.

vamo-nos rir um bocadinho? (e algumas coisas mais sérias)

Atentem no prestígio e grandiosidade deste cartaz: Iron Maiden, Slayer, Avenged Sevenfold e... Mais recente confirmação!... Rose Tattoo!
Perante este cenário, só posso dizer: Parabéns Sr. Montez! Conseguiu juntar o cartaz mais azeiteiro de todos os tempos!

Agora para algo realmente relevante, a boa-nova do dia foi a confirmação da vinda dos Young Marble Giants (na foto) à Casa da Música no Porto, a dia 31 de Maio. Grande notícia para fazer a malta gastar ainda mais dinheiro!
Outros concertos confirmados recentemente: The Wombats a 31 de Julho no Festival Paredes de Coura, Beirut a 24 de Julho no Festival Músicas do Mundo em Sines e Kings of Convenience a 22 de Julho na Casa da Música no Porto. Nenhum dos três me aquece ou arrefece por aí além.

title tk #2

Apes - "Ghost Games" (03.03.2008, Gipsy Eyes)
Tracklist:
1. "Practice Hiding"
2. "Beat of the Double"
3. "Walks Thru Walls"
4. "Which Witch Wuz"
5. "Dr. Watcher"
6. "Green Grease"
7. "Speech Reach"
8. "Info Ghost"
9. "Fade Out"
10. "G.R.F."
11. "First Light"
MySpace
Download "Beat of the Double"


What Made Milwaukee Famous - "What Doesn't Kill Us" (04.03.2008, Barsuk)
Tracklist:
1. "Blood, Sweat & Fears"
2. "Sultan"
3. "Cheap Wine"
4. "The Right Place"
5. "For The Birds"
6. "Self-Destruct"
7. "Resistance St."
8. "Prevailing Wind"
9. "And The Grief Goes On..."
10. "To Each His Own"
11. "Middle Of The Night"
12. "The Other Side"
MySpace
Download "Resistance St."


Thee Silver Mt. Zion Memorial Orchestra & Tra-La-La Band - "13 Blues for Thirteen Moons" (10.03.2008, Constellation)
Tracklist:
1. Untitled
2. Untitled
3. Untitled
4. Untitled
5. Untitled
6. Untitled
7. Untitled
9. Untitled
10. Untitled
11. Untitled
12. Untitled
13. "1,000,000 Died To Make This Sound"
14. "13 Blues for Thirteen Moons"
15. "Black Waters Blowed/Engine Broke Blues"
16. "BlindBlindBlind"
MySpace


DeVotchKa - "A Mad & Faithful Telling" (17.03.2008, Anti)
Tracklist:
1. "Basso Profundo"
2. "Along the Way"
3. "Clockwise Witness"
4. "Head Honcho"
5. "Comrade Z"
6. "Transliterator"
7. "Blessing in Disguise"
8. "Undone"
9. "Strizzalo"
10. "New World"
MySpace


Fuck Buttons - "Street Horrrsing" (17.03.2008, ATP)
Tracklist:
1. "Sweet Love for Planet Earth"
2. "Ribs Out"
3. "Okay, Let's Talk About Magic"
4. "Race You to My Bedroom - Spirit Rise"
5. "Bright Tomorrow"
6. "Colours Move"
MySpace
Download "Bright Tomorrow"


Witch - "Paralyzed" (17.03.2008, Cargo/Tee Pee)
Tracklist:
1. "Gone"
2. "1000 MPH"
3. "Sweet Sue"
4. "Eye"
5. "Can't Help Doing Wrong"
6. "Old Trap Line"
7. "Mutated"
8. "Psychotic Rock"
9. "Space God"
MySpace


The Dodos - "Visiter" (18.03.2008, Frenchkiss)
Tracklist:
1. "Walking"
2. "Red & Purple"
3. "Eyelids"
4. "Fools"
5. "Joe's Waltz"
6. "Winter"
7. "It's That Time Again"
8. "Paint the Rust"
9. "Park Song"
10. "Jody"
11. "Ashley"
12. "The Season"
13. "Undeclared"
14. "God?"
MySpace
Download "Fools", "Jody"


Imaad Wasif with Two Part Beast - "Strange Hexes" (18.03.2008, ed. de autor)
Tracklist:
1. "Wanderlusting"
2. "Unveiling"
3. "Halcyon"
4. "Oceanic"
5. "Spell"
6. "Seventh Sign"
7. "The Oracle"
8. "Cloudlines"
9. "Lesser Banshee"
10. "Abyss"
MySpace
Download "Oceanic"


Jarboe & Justin K. Broadrick - "J2" (18.03.2008, The End)
Tracklist:
1. "Decay"
2. "Let Go"
3. "Magick Girl"
4. "Romp"
5. "Tribal Limo"
6. "8mmsweetbitter"
Myspace

Tall Firs - "Too Old to Die Young" (18.03.2008, Ecstatic Peace)
Tracklist:
1. "So Messed Up"
2. "Blue in the Dark"
3. "Hairdo"
4. "Good Intentions"
5. "Warriors"
6. "Lookout"
7. "Loveless"
8. "Hippies"
9. "Secrets & Lies"
MySpace


Annuals/Sunfold - "Wet Zoo" Split EP (01.04.2008, Red Ink/Columbia)
Tracklist:
1. "Sore" (Annuals)
2. "Around Your Neck" (Annuals)
3. "Just Stay In" (Annuals)
4. "Between the Worlds" (Sunfold)
5. "Watering Pail" (Sunfold)
MySpace


Someone Still Loves You, Boris Yeltsin - "Pershing" (08.04.2008, Polyvinyl)
Tracklist:
1. "Glue Girls"
2. "Boring Fountain"
3. "Dead Right"
4. "The Beach Song"
5. "Modern Mystery"
6. "Some Constellation"
7. "Think I Wanna Die"
8. "You Could Write a Book"
9. "Oceanographer"
10. "HEERS"
11. "Doris Tailspin (Boring Mountain)"
MySpace
Download "Glue Girls"

something to write home about #12

The North Atlantic

Não sendo estupidamente inovadores, o trio californiano The North Atlantic apresenta-nos um post-hardcore old school brioso, que faz jus a nomes como Drive Like Jehu, Rites of Spring, Fuel, The Nation of Ulysses, Jawbreaker ou Fugazi, onde ainda há espaço para alguns elementos indie rock a la Archers of Loaf e The Dismemberment Plan. Com estas referências, só podia ser coisa boa!

Fica um videozinho:


MySpace (atentem nas fotos da banda)
Site oficial

como golias venceu david (e não o contrário)

The Mars Volta - "The Bedlam in Goliath" (2008, Universal)

Apenas um pequeno esclarecimento antes de começarmos: Os The Mars Volta (TMV) são uma das minhas bandas preferidas, o que não lhes confere automaticamente, na minha pequena hierarquia de todas as coisas musicais, o estatuto de monstros sagrados intocáveis. Antes pelo contrário.
Sou grande apologista do "Upa, upa! Vamos lá elevar os padrõezinhos!" e, como tal, a genialidade que reconheço na banda (e, em particular, no Cedric Bixler e no Omar Rodriguez), não lhes confere quaisquer direitos, mas antes um único dever: aquele de se superarem a eles próprios, acabando por fazer, em última instância, O álbum dos álbuns, um disco que veja o seu nome escrito na História de forma indelével.
É nesta linha de pensamento que digo: os TMV são capazes de fazer melhor do que "The Bedlam in Goliath". Não me interpretem mal, este é um disco do catano! A banda mostra-se muito mais focada do que no anterior "Amputechture" e os resultados são, frequentemente, nada menos que brilhantes (um exemplo curioso é o single "Wax Simulacra", que nos veio mostrar que os TMV, afinal, conseguem sacar grandes malhas com menos de 3 minutos!). Acontece que o vírus "Amputechture" deixou algumas sequelas e, ocasionalmente, os TMV ainda se dispersam naquela grandiosidade balofa e desnecessária de masturbação ao ego que marcava o álbum anterior (esclarecimento adicional: eu até gosto bastante do prog, salvo quando a coisa dá para o balofo).
Para qualquer outra banda seria um álbum excepcional. Para os TMV é apenas um bom álbum, mas que traz consigo um bom augúrio. Após o deslize, a banda voltou a encarrilar. Pode ser que o quinto longa duração seja O tal...

Nota: Para saberem mais acerca do conceito por trás deste "The Bedlam in Goliath", queiram dirigir-se aqui, mas sem nunca se esquecerem que os ácidos fazem um mal desgraçado.

cura para a insónia


É daqui a cerca de duas horas. É enorme, chato, desinteressante, dá uma soneira do caraças e, geralmente, nunca sai dali grande coisa.
Os pontos altos deste ano são, a meu ver, este, este outro e este senhor.
Portanto já sabem. Se hoje vos der a insónia, têm bom remédio: liguem a TVI a partir da 1h da manhã e ficarão curados!... Sim, é este o milagre dos Óscares!

se estiverem para os lados da figueira da foz não percam!

“Be On Stage”, de Rui Luís @ Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, 5 a 31 de Março de 2008

“Be On Stage” - Projecto de exposição fotográfica

A base deste projecto de exposição fotográfica é explorar a conexão - íntima e indivisível - existente entre a imagem e o som, no seu estado bruto. Procuro focar este “estado”, quer pela fotografia de música, quer pela fotografia de concertos, cerne do meu portfólio fotográfico.

As fotografias seleccionadas para este trabalho são acompanhadas de reflexões pessoais, elaboradas pelos artistas fotografados, sobre o que é “estar em palco”. Aqui nasce o “Be On Stage”.

Futuramente, esperando que o “Be on stage” cresça, a difícil selecção fotográfica será vencida e os “primeiros passos” deste recém-projecto serão dados para a merecida compilação fotográfica e escrita.

a baronesa e o festival da cerveja

Eu aposto nestes senhores para o metal act do SBSR deste ano. Porque já são um nome respeitável e não me parece que o Sr. Montez e seus lacaios, todos muito esclarecidos por sinal (pelo menos no que ao metal diz respeito), vão buscar metalada fodida da refunda para fazer parte do cartaz.
Quer dizer, eu aposto nestes senhores mas não devia, porque este ano queria poupar dinheiro não indo ao SBSR, e, até agora, a coisa está a correr muito bem para esse lado... Mas se a Baronesa lá estiver, também eu lá estarei caída!

the raveonettes @ santiago alquimista

As imagens:
O vídeo para "You Want the Candy":


As considerações finais:

Negativo:
- O Sune Rose Wagner estar afónico (a componente vocal ficou inteiramente a cargo da Sharin Foo). A espaços, sentia-se a falta da sua voz.
- A curta duração do concerto: cerca de uma hora.

Positivo:
- A simpatia e boa presença da banda em palco, em particular da Sharin Foo. Embora sóbrios e discretos, mostraram que ser-se nórdico e frio/distante afinal não é um binómio indissociável!
- O baterista em particular, Jakob Høyer de seu nome, que provou não ser necessário ter uma bateria aparatosa para construir uma sólida e eficaz secção rítmica.
- A banda em geral, que se mostrou bastante competente.
- A promessa de regresso numa altura mais propícia. Digo eu que ficavam mesmo bem no cartaz de um qualquer festival de Verão, especialmente no de um certo festival que há ali para os lados do Minho...

Não é preciso grande espalhafato, nem grandes artimanhas para dar um bom concerto de rock & roll, e os Raveonettes são a prova viva disso.
Uma actuação despretensiosa e descontraída, bons ganchos rítmicos e melódicos que apelam a bater-o-pézinho-e-abanar-a-anca sincopadamente e refrões orelhudos - não obstante as contrariedades - fizeram deste um grande concerto!

imperdível

"Persepolis", de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud

Estreia já amanhã o filme de animação "Persepolis", baseado no romance gráfico autobiográfico com o mesmo nome de Marjane Satrapi, autora iraniana radicada francesa.
É uma história descomprometida mas pungente, feita de belíssimas animações (na sua maioria, a preto-e-branco), que retrata a vida da pequena Marjane no seio da sua família liberal e de tendências esquerdistas durante os tempos conturbados da revolução iraniana, da guerra Irão-Iraque e do jugo do fundamentalismo islâmico do Ayatollah Khomeini, que acabam por conduzi-la ao exílio definitivo em França, aos 21 anos, após ter passado, ainda durante a adolescência, um período extremamente difícil na Áustria.

sharing is caring

Sejamos francos. Eu faço-o, vocês fazem-no, toda a gente que tem internet o faz. É livre, democrático e gratuito, e embora eu não me canse de dizer que devemos apoiar os músicos, comprando os seus discos e/ou indo aos seus concertos, o facto é que nem toda a gente está disposta a deixar de comer, pagar as contas ou comprar roupa para andar quentinha no Inverno, para comprar música (sendo actualmente um exagero, já o cheguei a fazer. Em particular, a parte do não comer...). Assim sendo, deixo-vos algumas sugestões de blogs a explorar se sentirem um súbita necessidade de ouvir música nova e não tiverem 'tempo' a perder (os links também se encontram no sítio do costume):

Bolachas Grátis
Deekmedia
Drought
Gunrunner
Post-Engineering
Soundweave

E ainda, mais dois motores de busca:

4MegaUpload
MegaDownload

por favor, parem de anunciar novos concertos!

Desta vez são logo dois (e que dois!): The Kills na Casa da Música, no Porto, a 12 de Abril e The National a 11 de Maio na Aula Magna, em Lisboa.
Posto isto, tenho uma sugestão a fazer aos bancos e às instituições de crédito: E que tal criarem um crédito para a compra de bilhetes para concertos?

agora para o momento sério do dia

Continuando o assunto dos transportes públicos, fiz hoje a minha primeira incursão pelos meandros do ciber-activismo, criando uma singela petição online sobre um assunto que me é muito caro: os comboios urbanos na linha de Sintra.
Sobre a petição em si não vou falar muito, uma vez que ela pode ser lida e assinada aqui. Apenas gostaria de dizer que esta se destina, não só aos moradores da linha de Sintra, que têm de utilizar o comboio regularmente, como também a todos aqueles que já tenham usufruido, ou pensem vir a usufruir, deste serviço prestado pela CP.
Leiam-na, assinem se concordarem e, se se indentificarem com a proposta, passem palavra. A Ms. Oaktree e a causa do melhoramento dos transportes públicos portugueses agradecem!

pleasure at the mouth of the apocalypse

Muito se poderia dizer acerca daquilo que se passou na noite de sexta-feira passada no 'aquário' da ZdB. Muito poderia ser analisado, interpretado e dissecado.
E para quê? Quando tudo o que realmente importa para compreender e fruir dessa poderosíssima experiência que é assitir a uma das performances de spoken-word de Lydia Lunch, são as palavras da própria?
É, assim, com elas que vos deixo. Apenas um pequeno vislumbre daquilo que é partilhar intimamente do mundo e da mente desta mulher durante cerca de uma hora.





something to write home about #11

Tera Melos

Os Tera Melos são um trio de Roseville, na Califórnia, formado por Nathan Latona, Nick Reinhart e Vince Rogers, que vai colher influências ao math-rock, post-hardcore, spazz-core, ou mesmo ao free-jazz.
São a minha segunda grande descoberta musical, e boa surpresa, deste ano, apesar de já se terem formado em 2004 e do seu último registo datar de 2007. Aconselho-os vivamente a todos os apreciadores de Don Caballero, Hella, If Lucy Fell ou Dillinger Escape Plan (são menos caóticos e mais melódicos que estes últimos).

MySpace
Site oficial

title tk #1

Uma vez que os futuros lançamentos discográficos têm sido uma presença assídua aqui no pasquim nestes últimos tempos, resolvi criar uma nova rúbrica a eles dedicada.
Assim, de ora em diante, tudo o que tiver a etiqueta Title TK fará referência a álbuns que serão brevemente editados.

Passando ao que interessa.

5ive - "Hesperus" (18.02.2008, Tortuga)
Tracklist:
1. "Gulls"
2. "Big Sea"
3. "Kettle Cove"
4. "Heel"
5. "Polar 78"
6. "News I"
7. "News II"
MySpace


Be Your Own Pet - "Get Awkward" (17.03.2008, Ecstatic Peace!/XL)
Tracklist:
1. "Super Soaked"
2. "Black Hole"
3. "Heart Throb"
4. "Becky"
5. "The Kelly Affair"
6. "Twisted Nerve"
7. "Blow Yr Mind"
8. "Bummer Time"
9. "Bitches Leave"
10. "You're a Waste"
11. "Food Fight!"
12. "Zombie Graveyard Party"
13. "What's Your Damage"
14. "Creepy Crawl"
15. "The Beast Within"
MySpace

Destroyer - "Trouble in Dreams" (18.03.2008, Merge)
Tracklist:

1. "Blue Flower/Blue Flame"
2. "Dark Leaves Form a Thread"
3. "The State"
4. "Foam Hands"
5. "My Favorite Year"
6. "Shooting Rockets (From the Desk of Night's Ape)"
7. "Introducing Angels"
8. "Rivers"
9. "Leopard of Honor"
10. "Plaza Trinidad"
11. "Libby's First Sunrise"
MySpace


The Long Blondes - "Couples" (07.04.2008, Rough Trade)
Tracklist:
1. "Century"
2. "Guilt"
3. "The Couples"
4. "I Liked the Boys"
5. "Here Comes the Serious Bit"
6. "Round the Hairpin"
7. "Too Clever By Half"
8. "Erin O'Connor"
9. "Nostalgia"
10. "I'm Going to Hell"
MySpace


Torche - "Meanderthal" (07.04.2008, Hydra Head/Robotic Empire)
Tracklist:
1. "Triumph of Venus"
2. "Grenades"
3. "Piranha"
4. "Sandstorm"
5. "Speed of the Nail"
6. "Healer"
7. "Across the Shields"
8. "Sundown"
9. "Little Champion"
10. "Without A Sound"
11. "Fat Waves"
12. "Amnesian"
13. "Meanderthal"
MySpace


Boris - "Smile" (29.04.2008, Southern Lord)
Tracklist:
1. "Message"
2. "BUZZ-IN"
3. "放て!"
4. "Flower Sun Rain"
5. "Next Saturn"
6. "Dead Destination"
7. "Your Points Is the Umbrella"
8. "Full Song"
Site oficial


Ladytron - "Velocifero" (o2.o6.2008, Nettwerk) (sem imagem)
Tracklist:
1. "Black Cat"
2. "Ghosts"
3. "I'm Not Scared"
4. "Runaway"
5. "Season of Illusions"
6. "Burning Up"
7. "Kletva"
8. "They Gave You a Heart They Gave You a Name"
9. "Predict the Day"
10. "The Lovers"
11. "Deep Blue"
12. "Tomorrow"
13. "Versus"
MySpace

mensagem do dia

nataliedee.com

já chegou...

Isis - "Shades of the Swarm - 10 Year Anniversary Box Set" (12 vinis 12")

... E já foi. E tudo em menos de 24 horas. Com 600 cópias também não admira.
Eu cá é que não sei se ria ou se chore. Afinal sempre são 160€ que se poupam... Mas... 600 cópias!!... Discografia (de originais) completa da banda, incluíndo o mui desejado "Sawblade"!!... Novo artwork, exclusivo para esta edição!!... 12 vinis heavy-weight (180g)!!... É de partir o coração...

Nota: As imagens foram retiradas daqui.

um clássico!

playlist para mais um agradável serão passado no recato do lar #3

X-Ray Spex – “Warrior in Woolworths”
The Slits – “I Heard It Through the Grapevine”
The Raincoats – “Lola”
Naked Aggression – “Kids in America”
Discount – “Soup”
Rainer Maria – “Spit and Fire”
Brassy – “Work It Out”
Be Your Own Pet – “Adventure”
Le Tigre – “TKO”
Ladytron – “Destroy Everything You Touch”
Gossip – “No, No, No”
The Hells – “Sensation”
The Gin Palace – “Too Much for You”
Throwing Muses – “Tar Kissers”
Pretty Girls Make Graves – “Chemical, Chemical”
Erase Errata – “Tax Dollar”
Sleater-Kinney – “The Fox”
Yeah Yeah Yeahs – “Dudley”
The Organ – “Basement Band Song”
Martina Topley-Bird – “Too Tough to Die”
Howling Bells – “Low Happening”
Mary Timony Band – “Each Day”
Jenny Hoyston – “Send the Angels”
Magik Markers – “Empty Bottles”
Bat For Lashes – “Tahiti”
Lightning Dust – “Listened On”
Young Marble Giants – “Searching for Mr. Right”

Download .zip

Disclaimer: Estas músicas foram por mim convertidas em formato .m4a, com recurso ao iTunes, a partir dos CDs originais. Pretendem ser apenas uma pequena amostra do trabalho destes artistas. Se gostarem do que ouvem, comprem o(s) disco(s).
Não pretendo com isto promover o download ilegal, mas como não tive qualquer autorização para partilhar estes ficheiros, se alguém se sentir lesado com este acto, por favor comunique-mo, que eu imediatamente os removerei.

ms. oaktree pelos caminhos de portugal

É um facto consumado: sou uma pessoa que nunca poderá conduzir uma viatura, mas que, mais cedo ou mais tarde, terá que o fazer. Só a ideia de acabar de tirar a carta de condução me provoca uma gravíssima urticária e até, em casos extremos, choque anafilático.
Isto porque sou uma aselha do volante (não muito diferente da maioria dos meus compatriotas, portanto. E isso nunca os impediu de se manterem afastados de tudo o que tenha quatro rodas e um motor...), mas, sobretudo, porque padeço de uma condição vulgarmente designada de road rage.
Não há como contorná-lo. Nem sequer há como evitá-lo. Mal vejo um automobilista, armado em chico-esperto, a cometer uma infracção ao código da estrada, ou mesmo um peão, feito lorpazana, a atravessar uma estrada sem o mínimo cuidado, como se não fosse nada com ele, imeditamente se me assomam à ideia sórdidos pensamentos homicidas, imbuídos em requintes de malvadez, que incluem tortura macaca, evisceração do indivíduo enquanto este ainda está com vida e suplica por misericórdia e toda uma série de contusões, traumatismos, equimoses, fracturas ósseas expostas ou não, e feridas avulsas, de preferência com hemorragia intensa. Eu sou aquela gaja que nunca poderia transportar objectos contudentes no seu automóvel.

Cada um safa-se como pode e melhor sabe. E, neste particular, penso que me tenho safado com uma certa elegância.

Não sei se já repararam mas o nosso corpo possui duas estruturas fantásticas na sua metade inferior, a que se convencionou chamar de pernas, e que, por sua vez, terminam em duas outras estruturas não menos fantásticas, os pés. Não sei se já repararam, também, que estas estruturas nos conferem uma estabilidade extraordinária, mas que, acima de tudo, têm uma função extremamente interessante, a qual talvez desconheçam: o andar/correr, conforme a situação. Podem pensar que é mentira, mas eu geralmente percorro 2 ou 3 km diários recorrendo a estas pequenas grandes maravilhas das anatomia humana... Fantástico, não?!
Bom, e para distâncias mais longas ou quando o tempo urge?, perguntará o amigo leitor... Fácil, beneficia-se da gentileza de terceiros, que nos oferecem as suas viaturas e os seus préstimos de motorista ou recorre-se ao não muito bom e, regra geral, pouco fiável sistema de transportes públicos português.

Destes gostaria de destacar não os comboios (o facto de morar mesmo em frente a uma estação deste bichos ajuda muito), não os barcos, não os expressos e nem mesmo o metro... Gostaria sim de prestar aqui a minha singela homenagem a essa grande carreira de autocarros da Carris que é o 50, e que me acompanha desde os meus tempos de faculdade até aos dias de hoje, no meu périplo por terras de Miraflores. E não só...
A verdade é que o 50 chega, virtualmente, a todo o lado. Ora vejamos:
Quer-se ir ao Colombo passar uma tarde desesperante e infernal mas há greve do metro: sai-se do comboio em Benfica e apanha-se o 50...
Quer-se ir para o Parque das Nações mas não é hora de ponta e ainda não há comboios para o Oriente... E o metro vai dar uma g'anda volta. Apanha-se o 50...
Quer-se ir ao aeroporto para se despedir de um amigo mas as carreiras AeroBus são uma chulice porque, mesmo quem tem passe, tem que pagar bilhete. Apanha-se o 50 e anda-se um bocadinho...
Quer-se ir ao antigo Júlio de Matos recordar os bons velhos tempos de crises esquizofrénicas descontroladas. Apanha-se o 50...
E a lista continua...

Assim, gostaria de manifestar aqui o meu apreço por esse articulado que dá pelo número de 50, bem como por todos os seus motoristas... Geralmente tardam, mas nunca falham! Bem-hajam!

eu sou um anarquista enquanto isso for rendendo uns trocos e a malta da berraria

Soube hoje pela minha querida amiga Extravaganza que os Sex Pistols (sim, esses mesmo) vão dar um concerto no nosso país. O feito terá lugar no Festival Paredes de Coura, e a banda irá actuar como cabeça-de-cartaz no dia 31 de Julho.
Os bilhetes para o festival já estão à venda, custando entre 40€ para um só dia, 50€ o passe para os quatro dias, se comprado até dia 3 de Março, 60€ entre 3 de Março e 3 de Abril, e 70€ a partir dessa data.
Consta que o segundo senhor na foto a contar da esquerda se irá juntar à banda, vindo directamente do quinto dos Infernos, para um espetáculo que se afigura inolvidável. Isto para quem acredita que os Pistols são a melhor coisinha que o movimento punk conseguiu parir. O que não é, de todo, o meu caso.

Soube também por aqui de mais uma adição ao já extenso rol de concertos para 2008, a terem lugar aqui no jardinzinho à beira-mar plantado (retribuo a gentileza, meu caro e emigrado Mr. S). Desta feita são os suecos Shout Out Louds, que nos presentearão com uma actuação na Aula Magna a dia 26 de Março.
Serão consequências do 'efeito Optimus'?

cromado

Chrome Hoof - "Pre-Emptive False Rapture" (2007, Southern)

A premissa é bastante simples. Juntam-se dois irmãos, Leo e Milo Smee (o primeiro, baixista dos lendários Cathedral e o segundo envolvido em diversos projectos que abordam sonoridades mais electrónicas, da acid house ao disco), para fazer a música de que realmente gostam, prestando, desta forma, homenagem a todas as suas referências, por mais díspares que elas possam ser. Pelo caminho são recrutados mais oito músicos, duas dançarinas e alguns colaboradores de ocasião.
O resultado é nada menos que fenomenal. Uma batida disco-funk, groovy q.b., que nos puxa instantaneamente para a pista de dança, comandada por um ritmo arrastadão e pleno de negrume, como ditam os cânones doom, que transforma esta dança em algo muito peculiar. Destaco o baixo e bateria (a cargo dos irmãos Smee), que são simplesmente avassaladores!
Uma nota ainda para o trabalho vocal, com Lola Olafisoye ao comando, que, não destoando da restante cacofonia, alterna entre o funky e o assustadoramente gutural (no bom sentido).
Concerteza que não será um álbum do agrado nem dos fundamentalistas do metal, nem dos fundamentalistas da música de dança. Definitivamente, é um disco para gente de gostos ecléticos.

ms. oaktree e a saga dos vinis coloridos

São, quanto a mim, o mais belo formato discográfico. Não há CD ou picture disc que se lhes compare. Gosto de lhes chamar "os meus filhos adorados", e desta vez 'tive' quatro de uma assentada.Torche - "In Return" (2007, Robotic Empire) (Vinil 10")

Pelican - "Pink Mammoth" (2007, Hydra Head) (Vinil 10")

White Rabbits - "Fort Nightly" (2007, Academy Fight Song/Say Hey) (Vinil 12")

Chromatics - "Chrome Rats vs. Basement Rutz" (2003, GSL) (Vinil 12")

dava-te as mãos até te suarem as palminhas! #8

Caleb Scofield (Zozobra)
 

© nos Açores não há açores. | template Modern Clix criado por Rodrigo Galindez | adaptado para o blogger por Introblogger | modificado por ms. oaktree