May 1, 2009

e uma barrigada de concertos

Fim-de-semana grande e solarengo pede destas coisas. Pena é o 'grande' não se prolongar por uma semana inteira de férias, porque com a fartura dos próximos dias, as horas de sono prefiguram-se drasticamente reduzidas.

Ora, o festim iniciou-se hoje com o senhor Kid Congo Powers e os seus Pink Monkey Birds, ali para os lados da ZdB. Quem foi ao SWR (não confundir com SXSW), teve, também hoje, oportunidade de assistir ao especial Amplificasom, com os grandes Grey Daturas e os não menos grandes Year of No Light.

Quanto a amanhã, Kid Congo Powers troca de posição com os Grey Daturas, e desloca-se ao Norte do país (embora não tão Norte quanto Barroselas), para uma actuação integrada em mais um Clubbing na Casa da Música. Isto na Sala 2, pelas 24h30. Porque antes disso (22h30), na Sala Suggia desse mesmo espaço, irá acontecer o esgotadíssimo concerto de PJ Harvey com John Parish.
Já os Grey Daturas tocam na ZdB, com as honras de abertura a caberem aos Caveira. Os bilhetes custam 8€ e a coisa inicia-se às 23h, mais coisa menos coisa (mas mais para o mais do que para o menos). Para os corajosos que queiram fazer a dobradinha, ou, então, para aqueles que possuem o dom divino da omnipresença, amanhã também haverá concerto de apresentação do novo disco de Men Eater no MusicBox (a primeira parte estará a cargo dos Löbo).

O Domingo será mais calminho. De verdadeiramente interessante, quanto a mim, só haverá os Black Dice no Museu do Chiado, num Sarau da Filho Único. Começa lá para as 22h e os bilhetes custam 10€.

Segunda-feira, dia 4, será a vez dos Minsk visitarem aqui o jardinzinho. A primeira ronda tem lugar no Transmission, no Cais do Sodré, com Ketha e Process of Guilt, entradas a 8€ (10€ no próprio dia) e hora de início às 21h. No dia seguinte, terça-feira, será a vez da Fábrica de Som, no Porto, com os mesmos Ketha (mas sem Process of Guilt), bilhetes mais baratos (7€, ou 8€ no próprio dia) e início mais tardio (22h).

Continuando na terça-feira, haverá também uns Anathema na Incrível Almadense pelas 21h, com bilhetes a custarem a 'módica' quantia de 22€ (25€ no próprio dia). Na quarta, dia 6, giram para o Teatro Sá da Bandeira, com preço e horário idêntico.

Para terminar esta pequena saga, na quinta-feira o palco do Porto-Rio estará por conta dos White Hills e dos Black Bombaim (5€ em pré-venda, ou 7€ na porta). White Hills esses que, um dia depois (sexta-feira dia 8, portanto), virão hipnotizar a plateia da ZdB, para o concerto de inauguração do ciclo Kenneth Anger, lá para as 23h. O fantástico da situação é que a entrada é gratuita.

É aproveitar, meus caros! É aproveitar enquanto há!