April 2, 2010

notas musicais avulsas #24 - edição especial: a concertada continua...


Parece que ainda não é desta que vou ver Crystal Antlers. A banda norte-americana, que iria fazer a primeira parte do concerto de Times New Viking na ZdB, foi literalmente descartada ("problemas logísticos", dizem eles) para dar lugar a Lee Ranaldo e Rafael Toral. Assim sendo, fiquem-se lá com o Ranaldo e o Toral, que eu vou mas é tratar de vender o bilhetinho que já tinha comprado, para ir antes ver os Mouth of the Architect no mesmo dia.
É de notar, no entanto, que o concerto no Porto a 20 de Abril se mantém intocado.



Uma estreia imperdível: os Yakuza actuam na Fábrica de Som, no Porto, a 11 de Maio. Diz-se por aí que no dia anterior estarão de passagem por Lisboa, em local a anunciar.



Já se sabia do concerto de Zeni Geva, integrado na programação deste ano do Barroselas. Para o efeito 'cereja no topo do bolo', foi também confirmada uma visita a Lisboa. Acontece a 3 de Maio, na ZdB.



Quem também se estreia por cá são os Shellac e os Mission of Burma, em concerto conjunto e dose dupla. A 24 de Maio em Lisboa, na ZdB, e a 25 no Porto, em Serralves.
Eu, que vou repetir a dose (mais uma vez) no Primavera Sound, dispenso.



Este não é uma estreia, mas sim um regresso. Os Converge estão de volta aqui ao rectângulo, mais precisamente ao Revolver Bar em Cacilhas (ex-Culto e ex-Man's Ruin), no dia 8 de Julho. Novamente, será data única.



Em qualquer outra situação seria uma óptima notícia. Mas dar 35€ (no mínimo) para ver 30 minutos de High on Fire e depois dar meia volta ao cavalo, passo, muito obrigada. Quem estiver para aturar os Metallica, terá o bónus desta primeira parte de luxo. A 18 e 19 de Maio no Pavilhão Atlântico.



Para terminar esta ronda, uma sugestão interessante e económica para quem gosta de guitarras angulares e dissonantes, e de algum barulhinho: nesta próxima quarta-feira, dia 7, há Please, Beards e Xamã no MusicBox, em Lisboa. No dia anterior é a vez da Casa Viva, no Porto.