no ninho dos açores

sinais do apocalipse #11

Não se compreende como é que alguém, por muito novinho e/ou tolinho que seja, possa apreciar ao ponto do fanatismo qualquer coisa remotamente relacionada com os Tokio Hotel.
Era compreensível, até mesmo aceitável, que fenómeno semelhante sucedesse com os Beatles. Com os supracitados, não passa de pura aberração.

um concerto de oxbow em que o eugene robinson não tira a roupa, não é um concerto de oxbow. ponto.


Eugene Robinson em entrevista ao BrooklynVegan, aqui.

clássicos modernos #15

Supermachiner - "Rise of the Great Machine" (2000, Undecided)

Um supergrupo, nascido numa altura em que ainda não era um chavão falar de supergrupos, praticante de post-metal, numa altura em que ainda não era um chavão falar de post-metal. Sem dúvida que, em diversos aspectos, eram uma banda à frente do seu tempo. Talvez por isso, ou talvez pela curta duração da sua carreira (quiçá eclipsada pelos outros projectos dos seus elementos), tenham permanecido relativamente desconhecidos.
Os Supermachiner eram Jacob Bannon e Kurt Ballou dos Converge, Ryan Parker dos Daltonic e Seth Bannon, e este "Rise of the Great Machine" é o seu único registo discográfico, actualmente descatalogado. Felizmente, há uma reedição de 2008 da responsabilidade da Deathwish, intitulada "Rush", que compila não só este disco como também todas as gravações dispersas da banda num conveniente CD duplo.

fornalhas ardentes

The Fiery Furnaces ao vivo no Santiago Alquimista (26.02.2010):

"Rub-Alcohol Blues" + "Charmaine Champagne"


"The End Is Near"


"Drive to Dallas"


"Chief Inspector Blancheflower"


"Waiting to Know You" + "I'm in No Mood" + "Two Fat Feet"

hoje há...

The Fiery Furnaces @ Santiago Alquimista
22h, 20€

selos e estampilhas fiscais #3


Encontra-se envolta em mistério: a informação na internet é inexistente, não se sabe quem a fundou, há quanto tempo existe, ou qual o seu leitmotiv. Nos discos não há logotipo nem qualquer tipo de preocupação com uma pretensa 'imagem corporativa', apenas a morada do website oficial, que, também ele bastante rudimentar e restringindo-se apenas ao essencial, não adianta muito mais informação. Ainda assim, a Holy Mountain consegue ser uma das editoras mais coerentes e interessantes dos dias de hoje.
Depreende-se, pelo seu catálogo, que a sua filosofia assente em resgatar sonoridades ao passado para as aplicar ao presente, gravitando essencialmente em torno das linhas condutoras do progressivo-psicadélico e do stoner, mas não se restringido a essas estéticas.
Desse mesmo catálogo fazem ou fizeram parte nomes tão interessantes e/ou respeitáveis como OM, Lichens, Lesbian, Wooden Shjips, Zodiacs, La Otracina, Mammatus, Six Organs of Admittance, entre tantos outros, que urge explorar a fundo.
Convido-vos a uma visita, aqui.

Já agora, se houver por aí alguém que saiba mais acerca da história por trás da Holy Mountain, ficaria eternamente grata pela partilha de conhecimento.

há coisas assim-assim, há coisas porreiras, há coisas espetaculares. e depois há o novo vídeo dos sunset rubdown.


Sunset Rubdown - "Dragon's Lair"

confissões de gajos talentosos, que parece que não têm mais nada que fazer se não esfregar-nos na cara o seu talento, como quem diz "isto não é para quem quer, é para quem pode!"


A ideia é, no mínimo, promissora. Junta-se um Steve Shelley (Sonic Youth), mais um Sanford Parker (Minsk, etc. e tal...), um Chris Connelly (Ministry, etc. e tal...) e um Jeremy Lemos (White/Light), leva-se ao forno e sai uma coisa chamada The High Confessions.
Só pela misturada dos percursos e influências musicais destes quatro senhores, o produto final será à partida algo digno de nota. E com uma estreia intitulada "Turning Lead Into Gold with the High Confessions" a ser editada pela Relapse, não será coisa para fraquinhos.
Pago para ver e ouvir. Mas não muito, porque os tempos são de crise.

marniezinha dá notícias


Pois é, parece que vamos ter disco novo da miúda mais adorável dos últimos anos em breve. Aqui fica o relatório de progresso, com os cumprimentos do Stereogum.

feira da ladra #1

Penso que todos concordarão comigo quando digo que há poucas coisas tão gratificantes como comprar discos a preços inversamente proporcionais à sua qualidade. Falo de descobrir aquelas pequenas pérolas perdidas nos esconsos das prateleiras de saldos, promoções ou segundas-mãos. Tesouros escondidos, regra geral, no meio do lixo, que passam despercebidos aos mais desatentos, mas que fazem o verdadeiro conhecedor ronronar de contentamento.
Mas o que terão todos estes discos em comum? Para além do preço extremamente simpático, requintada qualidade e o não serem um objecto de consumo massificado, quase nada. Vai daí, eu que gosto de relacionar coisas que não têm nenhuma relação particular entre elas, resolvi criar esta nova rubrica como desculpa para tecer algumas breves considerações acerca das pechinchas que tenho encontrado durante as minhas habituais peregrinações a diversas lojas de discos de Portugal e arredores. Para o efeito, apropriei-me do nome dessa mítica instituição alfacinha que é a Feira da Ladra, onde aqui há uns anos se encontravam belíssimos discos a preços de amigo, mas que, como muitas outras míticas instituições alfacinhas, tem vindo a decair consideravelmente nos últimos tempos.
Começo esta série de crónicas com quatro discos que adquiri recentemente na secção de usados da Carbono de Lisboa.

psi - "Artificially Retarded Soul Care Operators" (2005, Evolving Ear). Já comprei discos porque um dos elementos da banda era também membro da banda tal. Já comprei discos porque a capa era porreirinha. Mas confesso que ainda nunca tinha comprado um disco porque o design da capa era do membro da banda tal. Foi o que aconteceu com estes psi (leia-se peeesseye). Aliás, o que me chamou a atenção neste disco foi mesmo a capa, que gritava Stephen O'Malley. "Uma coisa em que o SOMA mete o dedo", pensei eu "não pode ser má... E por 2,50€ também não há muito que saber...". Pensei bem, porque a coisa não é nada má. Muito pelo contrário. Contudo, não é um disco para ouvir em qualquer ocasião. A fórmula ruídos sintéticos e/ou ambientais avulsos/silêncio/mais um bocadinho de ruído/vocalizações com uma camada de efeitos à la filme gore de série B, requer uma determinada predisposição para ser plenamente interiorizada.

Skullflower - "IIIrd Gatekeeper" (2007, Crucial Blast). Os Skullflower são uma das bandas seminais do noise de pendor monolítico. Quanto a isso julgo que estamos todos esclarecidos. Tal facto ganha especial relevância numa altura em que o nome sunn 0))) anda nas bocas do mundo - fica sempre bem conhecermos ou pouco da história por detrás de qualquer fenómeno, musical e não só, para não andarmos a fazer figuras alarves.
Diz-se por aí que este "IIIrd Gatekeeper", originalmente lançado em 1992 pela HeadDirt (editora fundada por Justin Broadrick), é um dos álbuns mais emblemáticos da banda. Eu, como não tenho ponto de comparação, não confirmo nem desminto. Apenas posso afirmar que, a julgar por esta amostra, os Skullflower são merecedores dignos do estatuto quase-divino que lhes é atribuído.
Diz-se ainda que, devido a esse mesmo estatuto e a tiragens reduzidíssimas, os primeiros discos da banda são muito difíceis de encontar. Quanto a isso, estas reedições recentes ajudam. O preço de 7,50€ também.

Todd - "Comes to Your House" (2005, Southern). Os Todd enquadram-se naquela categoria de bandas por mim denominada "carro de assalto sonoro". Aquela espécie particular de música que nos ataca quando pensamos que tudo irá correr bem, qual Wile E. Coyote a ser esborrachado por uma bigorna da Acme Corp, que nos dá um arraial de porrada auditivo e nos tritura ossos e entranhas, deixando-nos em KO técnico, de dentes quebrados, olhos negros e nariz a sangrar, mas com uma inevitável sensação de satisfação plena, tal foi a descarga de adrenalina e endorfinas. E é assim que eu gosto de uma boa porção da minha música: violenta para o tímpano, sem concessões e directa ao assunto.
Haja vontade de apanhar uma boa tareia sonora e mais álbuns da discografia dos Todd a este preço!

Witch - "Witch" (2006, Tee Pee). Já há algum tempo que andava a namorar este disco de estreia do projecto em que J. Mascis dá azo à sua faceta mais stoner nos usados da Carbono. Ainda bem que fui adiando a compra, uma vez que tive direito a um desconto adicional de 2,50€ aos costumeiros 10€.
Quanto a mim, este "Witch" é consideravelmente mais estimulante e pesadinho que "Paralyzed", o seu sucessor, que adquiri em idêntica situação. A ver vamos como se comportam no futuro, esperando que não se confirme a rota descendente.

big sexy noise indeed

Lydia Lunch & Big Sexy Noise ao vivo na ZdB (20.10.2010):








inefável sussuro

Finalmente, o primeiro avanço para o novo de Kayo Dot, "Coyote". Para nosso gáudio, vem na forma de um download gratuito, acompanhado ainda por uma breve entrevista, que nos dá a conhecer a raison d'être deste tema, "Whisper Ineffable" de sua graça. Tudo isto, e mais ainda, aqui.

olh'ó videoclipe f'esquinho! #7


Laura Veirs - "July Flame"


Xiu Xiu - "Dear God, I Hate Myself" (Parental advisory: Vómito explícito. Não aconselhável a estômagos sensíveis e/ou cheios)


Title Tracks - "Steady Love"


Spoon - "Written in Reverse"


Frightened Rabbit - "Nothing Like You"


 Eluvium - "The Motion Makes Me Last"


Wild Beasts - "We Still Got the Taste Dancin' In Our Tongues"


Archie Bronson Outfit - "Shark's Tooth"


Eels - "Unhinged"


So So Modern - "The Worst Is Yet to Come"


Liars - "Scissor"


Thee Silver Mt. Zion Memorial Orchestra - "I Built Myself a Metal Bird"


Shearwater - "Hidden Lakes"


Woodsman - "Golden Leaves"

hoje há...

Lydia Lunch & Big Sexy Noise @ ZdB
23h, 15€

em maio há mais (ali para os lados da catalunha)

Real Estate ao vivo na ZdB (19.02.2010):








hoje há...

Real Estate + U.S. Girls @ ZdB
23h, 10€

serão os efeitos psicotrópicos do chá?

Xamã ao vivo na ZdB (10.02.2010):




Lichens ao vivo na ZdB (10.02.2010):






filhas da mãe


Depois de "Canada Songs" e "Hell Songs", de 2003 e 2006, respectivamente, os Daughters quebram a tradição de dar o nome "Qualquer Coisa... Songs" aos seus discos com um álbum homónimo.
Tem potencial para ser um dos melhores de 2010, mais que não seja pela surpresa que é cada novo lançamento da banda, ou pelo puro delírio/deleite psicótico decorrente da audição de qualquer um deles. Trocando por miúdos, a expectativa é máxima.
Dito isto, com certeza compreendarão o estado exultante em que fiquei hoje, ao saber que o primeiro avanço para "Daughters", "The First Supper", já estava disponível para download no iTunes e na Amazon.com. Melhor ainda, os simpáticos da Amazon ofereceram-me há uns tempos um crédito de $3.00 em MP3, logo, não teria que pagar um tusto pela faixa.
Ora, esfregava eu as mãozinhas de contente enquanto me preparava para dar início ao download, quando reparo que a venda de MP3s é exclusivo a residentes dos US of A. Como este tema se encontra apenas disponível na Amazon ou na loja iTunes norte-americana (nesta última deparei-me com idêntica situação), concluo que este seja um lançamento exclusivo para esse país.
Mas como eu sou veementemente contra este tipo de discriminação, tratei imediatamente de obter o dito tema de forma ilícita, e aproveito para incitar todos à prática deste acto criminoso, aqui. Não se irão arrepender.

hoje há...

Lichens + Xamã @ ZdB
22h, 8€

isis + circle + keelhaul ao quadrado e em vídeo - desta é que é

(foto de Jorge Silva)

O Gonçalo fez muito bem em recordar, porque a coisa quase que caía no esquecimento. Houve várias pessoas que os pediram e como eu não gosto de deixar pedidos por atender (mais vale tarde!) aqui ficam os vídeos que gravei nos dois concertos que Isis, Circle e Keelhaul deram aqui no rectângulo no passado mês de Novembro. O link onde os poderão descarregar é este. Contém sete sublinks para o download de outros tantos ficheiros, organizados segundo a banda em questão e a sala onde decorreu o concerto ('ia' significa Incrível Almadense, e 'sb' significa Sá da Bandeira). Os concertos de Isis na Incrível Almadense e Keelhaul no Sá Bandeira estão gravados na íntegra. Todos os outros são excertos, mais ou menos longos. E pronto, é isto. Download away!

Edit: Devido a um pequeno problema técnico, que se prende com a minha incapacidade de ler bem as coisas, os links anteriores estavam em baixo. As minhas desculpas a todos aqueles que tentaram descarregar os ficheiros sem sucesso.
Aqui estão os novos links, devidamente actualizados e funcionais (espero eu):

Isis - Incrível Almadense (Pt. 1 | Pt. 2) | Sá da Bandeira (Pt. 1 | Pt.2)
Circle - Incrível Almadense | Sá da Bandeira
Keelhaul - Sá da Bandeira

lindo, mãezinha!!

1000pcs
A/B Opaque Orange, C/D Clear Blue, E/F Blue/Seafoam Green Split
All on 180 gram Vinyl
Comes with an 18"x24" Poster
Third LP features live set from Roadburn Festival
Comprar aqui

Acabo de descobrir este belíssimo diamante vinílico. Mas $35.00 USD, mais outro tanto de portes, parece-me bastante puxado... Vamos lá ver como correm os próximos dias. E, nunca se sabe, com o Dia dos Namorados a aproximar-se até pode ser que facture uma prenda jeitosa. Que não este vinil de Baroness. Longe de mim querer insinuar tal coisa.

bons velhos tempos!

Enquanto andava à procura dos DVDs que continham os vídeos de Isis e companhia, deparei-me com estes vídeos que gravei durante o concerto de Katabatic no Centro Cultural O Século, a 13 de Abril do passado ano.
Fica a partilha. E também a recordação do tempo em que ainda se viam bons concertos n'O Século.











sunn-oh e eagle twins, como dizem certas e determinadas pessoas...

Eagle Twin ao vivo na LX Factory (02.02.2010):




sunn 0))) ao vivo na LX Factory (02.02.2010):






title tk #18

Joanna Newsom - "Have One on Me" (23.02.2010, Drag City)
Tracklist:
Disc One
1. "Easy"
2. "Have One on Me"
3. "'81"
4. "Good Intentions Paving Company"
5. "No Provenance"
6. "Baby Birch"
Disc Two
1. "On a Good Day"
2. "You and Me, Bess"
3. "In California"
4. "Jackrabbits"
5. "Go Long"
6. "Occident"
Disc Three
1. "Soft as Chalk"
2. "Esme"
3. "Autumn"
4. "Ribbon Bows"
5. "Kingfisher"
6. "Does Not Suffice"
Site oficial

Quasi - "American Gong" (23.02.2010, Kill Rock Stars)
Tracklist:
1. "Repulsion"
2. "Little White Horse"
3. "Everything and Nothing At All"
4. "Bye Bye Blackbird"
5. "The Jig Is Up"
6. "Black Dogs and Bubbles"
7. "Death Is Not the End"
8. "Rockability Party"
9. "Now What"
10. "Laissez les Bon Temps Rouler"
11. "Howler"
MySpace

White Hills - "White Hills" (23.02.2010, Thrill Jockey)
Tracklist:
01. "Dead"
02. "Counting Sevens"
03. "Three Quarters"
04. "Let the Right One In"
05. "We Will Rise"
06. "Glacial"
07. "Polvere di Stelle"
MySpace

Frightened Rabbit - "The Winter of Mixed Drinks" (01.03.2010, FatCat)
Tracklist:
1. "Things"
2. "Swim Until You Can't See Land"
3. "The Loneliness and the Scream"
4. "The Wrestle"
5. "Skip the Youth"
6. "Nothing Like You"
7. "Man/Bag of Sand"
8. "Foot Shooter"
9. "Not Miserable"
10. "Living in Colour"
11. "Yes, I Would"
MySpace

Jaguar Love - "Hologram Jams" (02.03.2010, Fat Possum)
Tracklist:
1. "I Started a Fire"
2. "Polaroids and Red Wine"
3. "Cherry Soda"
4. "Don't Die Alone"
5. "Up All Night"
6. "Jaguar Warriors"
7. "Everything Is Awesome"
8. "Evaline"
9. "Sad Parade"
10. "A Prostitute an Angel"
11. "Freak Out"
MySpace

Japanther - "Rock 'n' Roll Ice Cream" (02.03.2010, Menlo Park)
Tracklist:
1. "She's the One"
2. "L.A. URA Mystery"
3. "Surfin' Coffin"
4. "Life Is Strange"
5. "$100 Dollar Remix"
6. "Not at War"
7. "Spread So Thin"
8. "Get Me Home"
9. "What The Fuck Is the Internet?"
10. "Alone in the Basement"
MySpace

White Hinterland - "Kairos" (08.03.2010, Dead Oceans)
Tracklist:
1. "Icarus"
2. "Moon Jam"
3. "No Logic"
4. "Begin Again"
5. "Bow & Arrow"
6. "Amsterdam"
7. "Thunderbird"
8. "Cataract"
9. "Huron"
10. "Magnolias"
MySpace

Daughters - "Daughters" (09.03.2010, Hydra Head)
Tracklist:
1. "The Virgin"
2. "The First Supper"
3. "The Hit"
4. "The Theatre Goer"
5. "Our Queens (One Is Many, Many Are One)"
6. "The Dead Singer"
7. "Sweet Georgia Brom"
8. "The Unattractive, Portable Head"
MySpace

Freelance Whales - "Weathervanes" (16.03.2010, Frenchkiss/Mom + Pop)
Tracklist:
1. "Generator ^ First Floor"
2. "Hannah"
3. "Location"
4. "Channels"
5. "Starring"
6. "Kilojoules"
7. "Broken Horse"
8. "Danse Flat"
9. "Ghosting"
10. "We Could Be Friends"
11. "Vessels"
12. "Generator ^ Second Floor"
13. "The Great Estates"
MySpace

Landmine Marathon - "Sovereign Descent" (16.03.2010, Prosthetic)
Tracklist:
1. "Exist"
2. "Shadows Fed to Tyrants"
3. "Foul Revolt"
4. "Cruel Policy"
5. "Justify the Suffering"
6. "Steadfast Hate"
7. "Chained by the Same Fate"
8. "Flood the Earth"
9. "Rise with the Tide"
MySpace

Wooden Shjips - "Vol. 2" (22.03.2010, Sick Thirst)
Tracklist:
1. "Loose Lips"
2. "Start to Dreaming"
3. "Vampire Blues"
4. "Death’s Not Your Friend (live)"
5. "Contact"
6. "I Hear the Vibrations (E-Z version)"
7. "Outta My Head"
MySpace

Dead Meadow - "The Three Kings" (23.03.2010, Xemu)
Tracklist:
1. "The Kingdom Come"
2. "Between Me and the Ground"
3. "Good Moanin'"
4. "At Her Open Door"
5. "The Whirlings"
6. "To the One"
7. "That Old Temple"
8. "The Narrows"
9. "Push 'Em to the Crux"
10. "Seven Seers"
11. "Greensky Greenlake"
12. "Beyond the Fields We Know"
13. "Everything's Going On"
14. "Lady"
15. "Darlin'"
16. "Queen of All Returns"
MySpace

The Dillinger Escape Plan - "Option Paralysis" (23.03.2010, Season of Mist/Party Smasher Inc.)
Tracklist:
1. "Farewell, Mona Lisa"
2. "Good Neighbor"
3. "Gold Teeth on a Bum"
4. "Crystal Morning"
5. "Endless Endings"
6. "Widower"
7. "Room Full of Eyes"
8. "Chinese Whispers"
9. "I Wouldn't If You Didn't"
10. "Parasitic Twins"
MySpace

Love Is All - "Two Thousand and Ten Injuries" (23.03.2009, Polyvinyl)
Tracklist:
1. "Bigger Bolder"
2. "Repetition"
3. "Never Now"
4. "Less Than Thrilled"
5. "Early Warnings"
6. "False Pretense"
7. "The Birds Were Singing with All Their Might"
8. "Again, Again"
9. "Kungen"
10. "A Side in a Bed"
11. "Dust"
12. "Take Your Time"
MySpace

Growing - "Pumps" (06.04.2010, Vice)
Tracklist:
1. "Short Circuit"
2. "Hormone"
3. "Massive Dropout"
4. "Camera 84"
5. "Challenger"
6. "Highlight"
7. "Drone Burger"
8. "Mind Eraser"
MySpace

High Places - "High Places vs. Mankind" (06.04.2010, Thrill Jockey)
Tracklist:
1. "The Longest Shadows"
2. "On Giving Up"
3. "She's a Wild Horse"
4. "The Channon"
5. "Canada"
6. "Constant Winter"
7. "On a Hill in a Bed on a Road in a House"
8. "Drift Slayer"
9. "The Most Beautiful Name"
10. "When It Comes"
MySpace

Kayo Dot - "Coyote" (06.04.2010, Hydra Head)
Tracklist:
1. "Calonyction Girl"
2. "Whisper Ineffable"
3. "Abyss Hinge 1: Sleeping Birds Sighing in Roscolux"
4. "Abyss Hinge 2: The Shrinking Armature"
5. "Cartogram Out of Phase"
MySpace

Mi Ami - "Steal Your Face" (06.04.2010, Thrill Jockey)
Tracklist:
1. "Harmonics (Genius of Love)"
2. "Latin Lover"
3. "Dreamers"
4. "Secrets"
5. "Native Americans (Born in the U.S.A.)"
6. "Slow"
MySpace

Red Sparowes - "The Fear Is Excruciating, But Therein Lies the Answer" (06.04.2010, Sargent House)
Tracklist:
1. "Truths Arise"
2. "In Illusions of Order"
3. "A Hail of Bombs"
4. "Giving Birth to Imagined Saviors"
5. "A Swarm"
6. "In Every Mind"
7. "A Mutiny"
8. "As Each End Looms and Subsides"
MySpace

The Ocean - "Heliocentric" (13.04.2010, Metal Blade)
Tracklist:
1. "Shamayim"
2. "Firmament"
3. "The First Commandment of the Luminaries"
4. "Ptolemy Was Wrong"
5. "Metaphysics of the Hangman"
6. "Catharsis of a Heretic"
7. "Swallowed by the Earth"
8. "Epiphany"
9. "The Origin of Species"
10. "The Origin of God"
MySpace

Caribou - "Swim" (20.04.2010, Merge/City Slang)
Tracklist:
1. "Odessa"
2. "Sun"
3. "Kaili"
4. "Found Out"
5. "Bowls"
6. "Leave House"
7. "Hannibal"
8. "Lalibela"
9. "Jamelia"
MySpace

Frog Eyes - "Paul's Tomb: A Triumph" (26.04.2010, Dead Oceans)
Tracklist:
1. "A Flower in a Glove"
2. "The Sensitive Girls"
3. "Odetta's War"
4. "Rebel Horns"
5. "Lear, in the Park"
6. "Styled by Dr. Roberts"
7. "Lear in Love"
8. "Violent Psalms"
9. "Paul's Tomb"
MySpace

melhor


Pois que começa a ficar bem mais interessante o cartaz para o Primavera Sound, começa sim senhores! Eis as mais recentes adições: Tortoise, Grizzly Bear, Built to Spill, Condo Fucks, Seefeel, Beak>, Thee Oh Sees, Mujeres, Fake Blood, Major Lazer, Apse, Sian Alice Group, Ben Frost, Black Math Horseman (na foto) e Monotonix.
Agora é só meterem mais uns quantos nomes ao nível destes cinco últimos, e a coisa fica perfeita.

hoje há...

agradeço a quem me quiser financiar viagem e estadia de um mês em nova iorque


Que o homem tem bom gosto para as mulheres, já todos sabíamos. Que tem bom gosto para a música, também. Para aqueles, ainda assim, mais cépticos, fica a evidência irrefutável: Toby Driver será o responsável pela programação de Fevereiro do The Stone, o tasco nova-iorquino sem fins lucrativos do excelso John Zorn.
Estar a falar de luxo quando nos referimos à selecção musical de Driver para aquele espaço é estar a dizer pouco, como poderão comprovar pela programação detalhada publicada ontem no BrooklynVegan. E, já que estão numa de leituras, aproveitem também para dar uma olhadela à pequena entrevista que a acompanha, onde se fala um pouco de "Coyote", maudlin of the Well, entre outras coisas Driver-related.
 

© nos Açores não há açores. | template Modern Clix criado por Rodrigo Galindez | adaptado para o blogger por Introblogger | modificado por ms. oaktree