September 2, 2009

sarah, a bela

A minha/nossa introdução à senhora de que vos falo em seguida foi algo curiosa. Imaginem o seguinte cenário: Supersonic 2008, cidade de Birmingham, recinto da Custard Factory hiperpovoado por inglesas e ingleses de tez baça e deslavada, e, regra geral, de aspecto pouco saudável. Era uma paisagem desoladora que, se não fosse pelo concertos, deixaria na mais profunda das depressões o maior dos optimistas... Mas, eis que de repente, surge no meio da multidão este pequeno raio de sol (o Daniel jura que ela saiu de uma conchinha, qual Vénus de Boticelli), esta pequena pérola de beleza refinada, irradiando saúde e uma bonomia recatada.
Escusado será dizer que os rapazes ficaram rendidos e eu própria, confesso, senti-me de alma lavada... Finalmente, alguém que era um deleite para os olhos e um aconchego para o coração. A nação britânica estava salva!... Ou assim pensávamos nós.

É então que, entravam os Parts & Labor em palco, surge novamente a nossa perolazinha, nesse mesmo palco. Pega numa guitarra. E toca. E bem... Hã? O quê? Mas eles agora são um quarteto?... Estava tudo explicado. Era a Sarah Lipstate, a nova guitarrista da banda. Norte-americana, por sinal. Sim, a nação britânica está mesmo perdida.

Bom, depois de toda esta prosápia, estarão concerteza a pensar que a Ms. Lipstate não é mais do que a carinha laroca dos Parts & Labor. Pois pensem de novo, porque esta mulher é uma senhora, e uma senhora do drone, com uma vida extremamente rica e florescente para além dos P&L. E se não me acreditam, oiçam estes Noveller, o projecto a solo de Lipstate, que se estreou ontem no formato CD, com o lançamento de "Red Rainbows" pela No Fun. Se isto ainda não é suficiente para vos espicaçar a curiosidade, fiquem também sabendo que este "Red Rainbows" foi produzido por essa instituição do tecnicismo que dá pelo nome de Colin Marston (de Dysrhythmia, Krallice, Byla, Behold... The Arctopus, para vos ajudar a situar).
Fiquem então com o artwork e tracklist do dito (e mais um docinho-amostra):

1. "Rainbows"
2. "Brilliant Colors"
3. "St. Powers"
4. "Tunnels"
5. "Bends (feat. Carlos Giffoni)"