February 8, 2009

uma megaposta em formato miniposta

Uma pessoa já não pode ficar alheada do mundo real/virtual da música durante alguns dias, que depois é a desgraça que se vê: quase 900 novas entradas no Google Reader e muito catch up a fazer.

Muito rapidamente, e em estilo telegráfico, eis algumas das últimas novidades musicais que me puseram de antenas no ar: começando por bandas novas, ou para mim desconhecidas, há por aí uns quantos nomes merecedores de uns minutos da vossa, e minha, atenção: dd/mm/yyyy (post-punk com o seu quê de matemático, muito recomendáveis), The Rayographs (três miúdas jeitosas dadas a psicadelismos), Thorns of Life (nova banda do Blake Schwarzenbach de Jawbreaker e Jets to Brazil. Ainda não têm MySpace mas podem ler e ver algo acerca deles aqui e aqui), Tombs (liderados por Mike Hill de Anodyne e Versoma, a provar há muito mais a descobrir em Brooklyn para além do hype indie. Mais amostras aqui, aqui e aqui e videozinho aqui), Suckers (uma espécie de híbrido entre Yeasayer, Man Man e Grizzly Bear... Só podia ser bom!) e White Antelope (projecto a solo de Robin Pecknold dos Fleet Foxes, que segue assim o seu reinado de fofice absoluta, iniciado com os supracitados). E por falar em Fleet Foxes, continua a fofice no novo vídeo da banda. Desta feita, o tema escolhido foi "Mykonos", retirado do EP "Sun Giant". Há vídeo novo também para os The Walkmen, que assim nos presenteiam com "Four Provinces" em formato audiovisual.

Passando agora a amostrinhas de discos prontinhos a sair do forno (ou acabadinhos de sair), temos "Glass" para o novo de Bat for Lashes ("Two Suns"), "Gun in the Sun" para os Wavves, "Ascending" do novo dos ...And You Will Know Us by the Trail of Dead ("The Century of Self"), "Divinations", o primeiro single retirado de "Crack the Skye" dos Mastodon, finalmente, na sua íntegra e "Said and Done" dos Kylesa... Sim, os Kylesa vão ter álbum novo. Chama-se "Static Tensions", enverga mais um dos belíssimos artworks da responsabilidade de John Dyer Baizley e sai a 17 de Março pela Prosthetic (tracklist aqui). E quem também vai ter disco novo são os Cursive. Tem o título curioso de "Mama, I'm Swollen" e será lançado a 10 de Março pelo sítio do costume. A Saddle Creek, portanto (tracklist aqui).

Notícias tristes, infelizmente, também houve algumas. A que mais retive foi a que dava conta da morte de Lux Interior dos The Cramps. Que descanse em paz.

Terminando com os concertos, haverá PJ Harvey e o seu amigo John Parish, em data única no nosso país. Acontece a 2 de Maio na Casa da Música, no Porto. Data única deixou de ser a dos A Storm of Light, que actuam também no Teatro Independente de Oeiras a 3 de Abril, um dia antes da data portuense. A primeira parte estará a cargo dos amiguinhos Katabatic (YEEEEEAAAAAAAAH!). Já vistos estão esse portento que dá pelo nome de Richard Bishop, Sir Richard Bishop (vídeos já de seguida) e os Mogwai com os Errors (vídeos não há, apenas algumas impressões. Não tendo surpreendido nem deslumbrado, valeu sobretudo pela pujança de "Batcat" ao vivo e pelos cerca de 10 minutos de Errors - não deu para mais, uma vez que às 21h15 estava eu a sair de um suplício de mais de três horas de escrita). Por ver ficaram, com grande pena minha, Wolves in the Throne Room e Löbo.

Ah! E claro, há ainda um porradão de discos novos para ouvir. A uma média de 2,5 discos comprados de 3 em 3 dias, durante cerca de 3 semanas, é só fazer as contas. Que isto a vida não é só trabalho e estudo, também temos que ter algumas distracções... Não é assim?

Bom, e agora, se me dão licença, tenho uma série de cenas e situações para pôr em dia.