January 28, 2009

mais dúvidas existenciais

Será que é desta que, ao invés de primeiras partes e participações em festivais de Verão, vamos ter direito a um concerto em nome próprio?... Será que vamos conseguir ouvir, integral e legalmente, alguma das faixas do disco, antes deste ser lançado?... Será que, apesar do colorido, podemos dizer que esta capa é 'de homem', porque, afinal, aquilo ali é um urso (animal extremamente viril, note-se) ladeado por dois fulanos de barba farta (coisa também muito viril)?... Será que algum dia eu vou deixar de fazer estas associações parvas entre o ser 'de homem' e a metalada?...
So many questions, so little time...

January 27, 2009

notas musicais avulsas #17

É só peso, meus amigos. Só peso... Ah, e há também qualquer coisa sobre os TV on the Radio.



Já era mais ou menos do domínio comum que os Grails iriam lançar um DVD.
Soube-se agora que o dito, "Acid Rain" de sua graça, tem data de edição marcada para 7 de Abril deste ano, pela Temporary Residence, e irá conter seis videoclipes, gravações obtidas durante a última tournée europeia da banda, bem como o concerto que a banda deu na Knitting Factory de Nova Iorque a 16.11.2007 na sua íntegra, e algumas bizarrias extra. Letas luke at da traila...





Quem também se prepara para lançar um DVD são os Cult of Luna. Dá pelo título de "Fire Was Born" e sai para as ruas a 23 de Março, via Earache. Fiquem-se, por enquanto, com o teaser.





Não é DVD mas é disco. Mais concretamente, o novo e mui aguardado registo de originais dos Isis. Foi produzido por Joe Barresi e conta ainda com a colaboração de Adam Jones dos Tool numas quantas faixas. Também já se sabe que será lançado no dia 5 de Maio pela Ipecac (a edição em vinil sai a 21 de Abril, via Conspiracy) e que se irá chamar "Wavering Radiant". Os Isis permanecem assim fiéis à tradição de dar títulos mariquinhas aos seus discos.



E mais um disco novo. Desta feita para os Big Business, que lançam assim o seu terceiro longa-duração e primeiro com o novo guitarrista da banda, Toshi Kasai. Vamos à ficha técnica? Vamos! Chama-se "Mind the Drift", foi produzido por Phil Ek e será lançado lá para Abril pela Hydra Head. Para aguçar os apetites, há faixa nova ("Gold and Final") no MySpace da banda.



Que se saiba, não há disco novo de sBach (aka Spencer Seim) na calha para 2009. O que há sim, é uma sessão gravada para o Daytrotter, que poderá ser descarregada gratuitamente aqui.



Não é bem um novo videoclipe dos TV on the Radio. Não é bem um vídeo promocional para "Dear Science". É mais um vídeo promocional feito como se fosse um videoclipe. Só por dizer que a música original, "Stork & Owl", tem cerca de 4 minutos e este vídeo cerca de minuto e meio. Podem vê-lo aqui.

January 19, 2009

este blogue está assim a modos que dormente até 5 de fevereiro

Eu sou péssima no multitasking, é aquela faceta muito pouco 'gaja' da minha personalidade. Como tal, em vez de cumprir com as minhas obrigações profissionais e domésticas, respeitar as sete ou oito horas de sono diárias (são essenciais) e ainda andar para aqui a fingir que estudo para um exame, que actualizo o blogue e respondo aos comentários, resolvi parar de fingir, e organizar todas estas tarefas de uma forma prioritária.
Assim, e como hão-de calcular, tudo o que se encontre relacionado com a blogosfera foi relegado para segundo plano. O que não significa que não irão haver actualizações por aqui nos próximos tempos. Mas até dia 5 de Fevereiro (data do 'bendito' exame), elas serão infrequentes e, provavelmente, telegráficas. A partir dessa data retomaremos então, eu e o blogue, a nossa rotina habitual.

January 15, 2009

e a questão metafísica do dia é...

Será que os Dananananaykroyd ao vivo valem 30€? Sim, porque já não há grande pachorra para os Kaiser Chiefs, e os 30€ iriam todinhos para o bolso da banda com nome de ghostbuster, por assim dizer...

January 14, 2009

querem discos do ano? esqueçam mas é os animal collective e tomem lá estes...

Handsome Furs - "Face Control" (10.03.2009, Sub Pop)
Fever Ray - "Fever Ray" (18.03.2009, Rabid)
Zu - "Carboniferous" (10.02.2009, Ipecac)
Psychic Ills - "Mirror Eye" (20.01.2009, The Social Registry)


Não, caríssimos leitores. Ao contrário do que suas excelências, os digníssimos escribas da Pitchfork, nos queriam fazer crer, não foi promulgado nenhum decreto-lei a nível internacional que proibísse todo e qualquer músico que não pertencesse aos Animal Collective (AC) de produzir uma única nota original que fosse durante todo o ano de 2009.
Estranhamente, este ano já foram/estão a ser/serão lançados uma série de bons discos, muitos dos quais são/serão francamente superiores a um tal de "Merriweather Post Pavilion". Sim, como alguns já suspeitavam, há muita e boa música para além dos AC.
E graças aos milagres da partilha livre e desinteressada, alguns desses discos já andam por aí a circular (basta procurar nos sítios do costume). Estes são apenas quatro exemplos, e os mais interessantes com que me deparei até à data. Mas muitos mais 'discos do ano' virão, conforme forem saindo...

(Não sendo nem contra, nem a favor da "causa AC", sempre gostava de saber como é que Pitchfork vai descalçar esta bota, se for caso disso... Ou melhor, esqueçam esta questão retórica. Sei perfeitamente. É bem simples de ver: aconteça o que acontecer, daqui por um ano publicam uma lista que oficializa "Merriweather..." como disco do ano e matam dois coelhos de uma só cajadada - vangloriam-se do seu extraordinário poder de antevisão e não se vêem forçados a retratar-se.)

clássicos modernos #10

Harvey Milk - "My Love Is Higher Than Your Assessment of What My Love Could Be" (1994/2007, Yesha/Relapse)

Porque os Harvey Milk são uma banda do catano. Porque este é o seu primeiro disco. Porque esteve quase dez anos descatalogado, até ser reeditado há 2 anos atrás pelas Relapse. Porque andava por aí à venda a 9,99€. Por isto tudo e muito mais, é imperdoável que ele ainda não conste das vossas discografias.

January 12, 2009

title tk #11

E eles continuam a brotar que nem cogumelos...
Handsome Furs - "Face Control" (10.03.2009, Sub Pop)
Tracklist:
1. "Legal Tender"
2. "Evangeline"
3. "Talking Hotel Arbat Blues"
4. "(Passport Kontrol)"
5. "All We Want, Baby, Is Everything"
6. "I'm Confused"
7. "(White City)"
8. "Nyet Spasiba"
9. "Officer of Hearts"
10. "(It's Not Me, It's You)"
11. "Thy Will Be Done"
12. "Radio Kaliningrad"
MySpace


I.U.D. - "The Proper Sex" (24.03.2009, The Social Registry)
Tracklist:
1. "Daddy"
2. "Glo Balls"
3. "Monk Hummer"
4. "911"
5. "Mary Unmargaret"
6. "Girls Just Wanna (Time to Have Sex)"
MySpace

January 11, 2009

name that song

A minha queridíssima batukada teve a gentileza de me passar uma corrente com o seu quê de piada, à qual terei todo o gosto em responder, mas que não irei perpetuar, porque tal iria contra as minhas convicções (apesar da minha especialidade, actualmente, ser o nipple matching, continuo a ser uma ávida praticante do chain breaking).

A primeira parte desta corrente-desafio consiste em publicar uma fotografia pessoal, tarefa à qual me escuso, uma vez que a minha foto está bem visível aqui do lado direito... E não digam que vão daqui!

A segunda, e francamente mais interessante, consiste em responder a uma série de perguntas com nomes de músicas de um cantor ou banda à minha escolha.
Para o efeito elegi os Minus the Bear que, apesar de nos últimos tempos terem perdido a sua verve humorística no que toca a baptizar canções, continuam a ter alguns dos títulos mais alucinantemente nonsense de que há memória.
Eis então as minhas respostas:

1) És homem ou mulher? "Women We Haven't Met Yet"
2) Descreve-te: "I'm Totally Not Down with Rob's Alien"
3) O que as pessoas acham de ti? "You're Some Sort of Big, Fat, Smart-Bug, Aren't You?"
4) Como descreves o teu último relacionamento? "Monkey!!! Knife!!! Fight!!!"
5) Descreve o estado actual da tua relação: "Absinthe Party At The Fly Honey Warehouse"
6) Onde querias estar agora? "Memphis and 53rd"
7) O que pensas a respeito do amor? "Potato Juice and Liquid Bread"
8) Como é a tua vida? "Just Kickin' It Like a Wild Donkey"
9) O que pedirias se pudesses ter só um desejo? "Let's Play Guitar In a Five Guitar Band"
10) Escreve uma frase sábia: "Hey! Is That a Ninja Up There?"

notas musicais avulsas #16

Dai graças pelo início do ano!
Após o habitual marasmo vivido pela indústria musical por alturas do Natal e fim-de-ano, eis que, com o advento de um novo ano - qual fénix renascida das cinzas! - esta volta a dar sinais de vitalidade, regressando, gradualmente, à boa forma que lhe conhecíamos.
Num dos meus habituais passeios por alguns dos mais respeitáveis (uns mais que outros) sites e blogues de música internacionais, deparei-me com diversas novidades bem suculentas. Eis as minhas descobertas...



A Team Love (TL), editora fundada por Conor Oberst e Nate Krenkel, está a dar música ao povo. Com efeito, foi criado um arquivo virtual contendo álbuns integrais editados pela TL, bem como remisturas, faixas inéditas, entre outros, que poderão ser descarregados e partilhados livre e gratuitamente (sim, leram bem!) por quem assim o desejar. Para isso, terão apenas que se registar aqui por forma a poderem usufruir deste belíssimo acto de generosidade. Refira-se ainda que os conteúdos do arquivo serão renovados mensalmente.
É caso para dizer: Team Love é amor!



Quem também nos traz novidades neste novo ano são os Fucked Up, que acabam de lançar o primeiro videoclipe oficial da sua carreira. O tema escolhido foi "Crooked Heart" e o resultado pode ser visto já de seguida...





Falando de discos, Natasha Khan (aka Bat for Lashes) prepara-se para lançar o sucessor de "Fur & Gold" a 6 de Abril, via Astralwerks. O álbum terá o título de "Two Suns" e contará com a participação de Scott Walker, dos Yeasayer e, curiosamente, da própria Natasha Khan.
Passo a explicar: a pequena tem um alter-ego, que dá pelo nome de Pearl, e que, segundo Natasha, irá travar um duelo com ela própria (ela contra ela, portanto) em "Two Suns". Confusos? Não fiquem... Já se sabe como é este pessoal frito da cabeça, temos que dar um desconto. Fiquem antes com a listinha de faixas e com a esperança que este "Two Suns" seja, pelo menos, tão bom como o seu antecessor (aí sim, todas as excentridades serão perdoadas):

1. "Glass"
2. "Sleep Alone"
3. "Moon and Moon"
4. "Daniel"
5. "Peace of Mind"
6. "Siren Song"
7. "Pearl's Dream"
8. "Good Love"
9. "Two Planets"
10. "Traveling Woman"
11. "The Big Sleep"




Também os The Thermals terão um disco novo em Abril. Mais precisamente, no dia 7 desse mês. Chama-se "Now We Can See" e terá o selo da nova casa-mãe da banda, a Kill Rock Stars.
Fiquem com os detalhes:

1. "When I Died"
2. "We Were Sick"
3. "I Let It Go"
4. "Now We Can See"
5. "At the Bottom of the Sea"
6. "When We Were Alive"
7. "I Called Out Your Name"
8. "When I Was Afraid"
9. "Liquid In, Liquid Out"
10. "How We Fade"
11. "You Dissolve"




Este ainda não tem data de lançamento definida, mas a Neurot Recordings confirmou recentemente que Scott Kelly e Steve Von Till já se encontram a trabalhar em novo material dos Neurosis. Será que teremos mais novidades ainda em 2009?
Seja como for, novas dos Neurosis são sempre motivo de celebração.



Por falar em Neurosis, não sei se estarão recordados dos Shrinebuilder, aquele tal supergrupo que fez salivar todo e qualquer metalhead digno desse nome, mas que nunca se percebeu muito bem se algum dia chegaria a acontecer? Pois bem, parece que aconteceu mesmo! Kelly, Wino, Al Cisneros e Dale Crover estiveram e estarão durante todo o fim-de-semana em estúdio a preparar o álbum de estreia da banda, que deverá ver a luz do dia ainda este ano.
Podem ler o report desta sessão de gravação no blogue de Kelly.



Termino com uma notícia que só interessará a quem estiver pelos States, e quebrará o coração dos restantes.
No final de Fevereiro, a Scion, uma marca de automóveis norte-america, irá promover um festival de rock (dizem eles, porque, se bem me lembro, a isto costumava chamar-se metal) na cidade de Atlanta, com um cartaz verdadeiramente invejável. Oram vejam: Mastodon, Neurosis, High on Fire, Boris, 1349, Cryptopsy, Torche, Nachtmystium, Wolves in the Throne Room, Baroness, Harvey Milk, Kylesa, Zoroaster, Withered, Krallice, Toxic Holocaust, Skeletonwitch, Rwake, A Storm of Light, Warbringer, Salome, Suidakra, Tyr, Alestorm, entre outros.
Nada de novo até aqui, já que é certo e sabido que, coisas destas, há aos pontapés nos Estados Unidos. A inovação verdadeiramente dolorosa é que tudo isto, todo este evento com este cartaz estupidamente grandioso, é de entrada livre... Ai! A dor...
Mais informações aqui.

January 8, 2009

inimigo meu

Swan Lake - "Enemy Mine" (24.03.2009, Jagjaguwar)

Mais um que, concerteza, irá fazer as minhas delícias em 2009. E este até tem direito a lugar de destaque fora dos "Title TK".
São os Swan Lake, que após três longos anos de silêncio (compreende-se o porquê) voltam à carga, com o sucessor de "Beast Moans".
A mui desejada criança já tem nome, "Enemy Mine" (inspirado na película homónima de 1985), e o parto está marcado para 24 de Março. A obstetra de serviço será, novamente, a Jagjaguwar.

Tracklist:
1. "Spanish Gold, 2044"
2. "Paper Lace"
3. "Heartswarm"
4. "Settle on Your Skin"
5. "Ballad of a Swan Lake, or, Daniel's Song"
6. "Peace"
7. "Spider"
8. "A Hand at Dusk"
9. "Warlock Psychologist"

marnie x 2

Marnie Stern - "In Advance of the Broken Arm" (2007, Kill Rock Stars)
Marnie Stern - "This Is It and I Am It and You Are It and So Is That and He Is It and She Is It and It Is It and That Is That" (2008, Kill Rock Stars)


Não me canso de falar desta senhora. E não me canso de lhe fazer publicidade, até que o mundo lhe dê a atenção que ela merece e se renda em definitivo aos seus encantos. Não só aos seus encantos mais aparentes (sim, ela é muito gira - o que, só por si, já deve captar a atenção da audiência masculina deste blogue), mas também, e sobretudo, ao seu virtuosismo como guitarrista e compositora.

Apenas algumas linhas sobre os seus dois únicos registos em longa-duração até à data, que eu espero que ajudem ao despertar de consciências.
"In Advance..." é sobretudo um disco de experimentação sónica, de exploração e palpação do terreno. Não sendo um disco formalmente experimental, nota-se aqui um pouco o efeito 'tubo-de-ensaio'. É um disco de rock sem dúvida. De noise-rock, talvez. Cru, esteticamente freeform, com o seu quê de sujidade e a deliciosa voz de colegial de Marnie a servir de contraponto.
"This Is It..." segue-lhe as pisadas. Aqui a linguagem musical é mais cuidada, há uma maior atenção para com o formato-canção, uma maior depuração de ideias. Até conseguimos deslindar um certo açúcar pop que confere ainda mais encanto à mistura - a esquizofrenia sonora, essa, continua bem presente. É sem dúvida um disco mais maduro e que demonstra uma clara evolução - mas atenção, são ambos muito bons.

Em suma, isto é para quem gosta de Hella, do Zach Hill e de restantes afiliações. Mas é, acima de tudo, para quem gosta de música com uma boa dose de insanidade e risco associada.
E se isto não vos convenceu, então acho que vamos ter que partir para a violência...

January 7, 2009

sinais do apocalipse #7

Não havia, não havia, mas o monstro postadeiro que há em mim acabou por falar mais alto. E esta nem sequer precisa de imagem.

Anteontem, o Engenheiro Técnico Primeiro-Ministro Sapo Socras deu a grande novidade ao país: Portugal está - e estará, pelo menos, durante o ano de 2009 - em recessão.
Vá, agora a sério. E novidades daquelas mesmo novinhas em folha por estrear, não há?

não há imagenzinhas?... então não há postazinhas!

Devido a problemas técnicos alheios à Ms. Oaktree e aos seus açores, o Blogger não está a permitir carregar imagens. Como tal, e até à resolução deste problema, não haverá postagens para ninguém. Até tinha duas coisinhas programadas, mas isto sem o boneco perde logo metade da piada.
Resta-nos apenas pedir desculpa ao estimado leitor pelo incómodo causado.

January 6, 2009

more, give me more, give me more

Há algo perversamente sedutor nesta música. Talvez seja o primitivismo rítmico. Ou a voz hipnótica de Karin Dreijer Andersson. Ou uma ténue sensação de mal imanente. Ou talvez seja um pouco disto tudo. Mas acima de tudo, é o negrume que permeia este primeiro avanço para o debute do projecto a solo da mana The Knife (e o seu videoclipe em particular) que o torna tão encantador. E viciante. Sem dúvida, uma forte promessa para 2009.

Fever Ray - "If I Had a Heart"

January 5, 2009

e o meu primeiro disco de 2009 é... de 2007

The Fucking Champs - "VI" (2007, Drag City)

Já o ano passado tinha sido a mesmíssima coisa. Se calhar vou instituir esta nova tradição familiar de, no início de cada ano, adquirir um disco de 2007.

January 3, 2009

ms. oaktree would gostate to watch these gude muves in 2009













"Che: The Argentine"/"Che: Guerrilla", de Steven Soderbergh
estreia exclusiva no Fantasporto/19.03.2009


35 melhores... discos de 2008 (30 LPs + 5 EPs)

Cada ano que passa, ouço os supostos especialistas na matéria produzirem a seguinte afirmação: "O ano que passou foi muito fraco em termos de edições discográficas.".
Muito sinceramente, não sei que música é que esta gente anda a ouvir, mas, pela parte que me toca, cada vez tenho mais dificuldade em elaborar a minha lista dos melhores discos do ano, não pela escassez de escolha, mas sim pela sua diversidade e qualidade.
Why?, Kayo Dot, Fucked Up, Clouds, Zozobra, Nick Cave & The Bad Seeds, No Age, Department of Eagles, Deerhunter, Blood on the Wall, Gods and Queens ou Don Caballero são apenas alguns dos nomes que tão facilmente poderiam fazer parte desta lista como qualquer um dos que seguem. Já para não falar daqueles que ficaram por ouvir com a devida atenção: Mamiffer, Helms Alee, Guapo, entre outros.

Mas não vos maço mais com conversa. Fiquem, assim, com aqueles que foram para mim os melhores discos de 2008:
30. The Black Angels - "Directions to See a Ghost" (Light in the Attic)
29. Fuck Buttons - "Street Horrrsing" (ATP)
28. Deerhoof - "Offend Maggie"
27. Abe Vigoda - "Skeleton" (Bella Union)
26. Man Man - "Rabbit Habits" (Anti/Epitaph)
25. Gang Gang Dance - "Saint Dymphna" (The Social Registry/Warp)
24. Gregor Samsa - "Rest" (Own)
23. TV on the Radio - "Dear Science" (Touch and Go/4AD)
22. Oneida - "Preteen Weaponry" (Jagjaguwar)
21. High Places - "High Places" (Thrill Jockey)
20. Made Out of Babies - "The Ruiner" (The End)
19. Bon Iver - "For Emma, Forever Ago" (4AD)
18. Black Mountain - "In the Future" (Jagjaguwar)
17. Parts & Labor - "Receivers" (Brah/Jagjaguwar)
16. sBach - "sBach" (Suicide Squeeze)
15. Boris - "Smile" (Southern Lord)
14. Grails - "Doomsdayer's Holiday" (Temporary Residence)
13. Suicide Note - "Empty Rooms" (Hawthorne Street)
12. Zach Hill - "Astrological Straits" (Ipecac)
11. Earth - "The Bees Made Honey in the Lion's Skull" (Southern Lord)
10. 5ive - "Hesperus" (Hydra Head)
9. Asva - "What You Don't Know Is Frontier" (Southern)
8. The Big Sleep - "Sleep Forever" (Frenchkiss)
7. Marnie Stern - "This Is It and I Am It and You Are It and So Is That and He Is It and She Is It and It Is It and That Is That" (Kill Rock Stars)
6. Pyramids - "Pyramids" (Hydra Head)
5. Fleet Foxes - "Fleet Foxes" (Sub Pop)
4. Harvey Milk - "Life... The Best Game in Town" (Hydra Head)
3. Torche - "Meanderthal" (Hydra Head)
2. These Arms Are Snakes - "Tail Swallower and Dove" (Suicide Squeeze)
1. Wolf Parade - "At Mount Zoomer" (Sub Pop)

5. Crystal Antlers - "Crystal Antlers" (Touch and Go)
4. Growing - "Lateral" (The Social Registry)
3. Dananananaykroyd - "Sissy Hits" (Holy Roar)
2. ...And You Will Know Us by the Trail of Dead - "Festival Thyme" (Richter Scale/Justice)
1. Fleet Foxes - "Sun Giant" (Sub Pop)

os melhores... de 2007 em 2008

Não podia passar ao top dos discos de 2008 sem antes dar aqui o devido destaque a dois álbuns de 2007, que tão insistentemente rodaram no meu estéreo neste ano que ainda agora terminou (talvez mais até do que alguns dos meu preferidos de 2008). São eles:

Disco de 2007 ao qual eu só dei a devida (e merecida) atenção em 2008...

Minus the Bear - "Planet of Ice" (Undergroove/Suicide Squeeze)




O disco de 2007 que seria disco do ano se 2007 fosse em 2008...

Parts & Labor - "Mapmaker" (Jagjaguwar/Brah)

January 2, 2009

35 melhores... músicas de 2008

Passemos então à segunda e penúltima parte dos meus tops de 2008, desta feita dedicada às canções.
Este ano optei por não me restringir à tirania dos singles: os 35 temas que se seguem são aqueles que, inquestionavelmente, me deram mais gozo ouvir em 2008, quer fossem singles ou não. E como diria o sábio André Forte, alguns deles servem ainda para, de certa forma, homenagear e dar o merecido destaque a bandas ou músicos cujo nome, por um motivo ou outro, não coube nas outras duas listas.

Eis então os meus eleitos do ano passado (podem descarregar as faixas áudio nos dois links indicados para o efeito no final da posta e/ou ver os vídeos, caso existam, clicando no título do tema):

35. Black Kids - "I'm Not Gonna Teach Your Boyfriend How to Dance with You"
34. Late of the Pier - "Focker"
33. The Kills - "Last Day of Magic"
32. Tapes 'n Tapes - "Hang Them All"
31. Department of Eagles - "Around the Bay"
30. Okkervil River - "Lost Coastlines"
29. Sons & Daughters - "Gilt Complex"
28. Blood Red Shoes - "Doesn't Matter Much"
27. Vampire Weekend - "Cape Cod Kwassa Kwassa"
26. The Mae Shi - "Leech and Locust"
25. Abe Vigoda - "Endless Sleeper"
24. Blood on the Wall - "The X"
23. Deerhoof - "Fresh Born"
22. No Age - "Sleeper Hold"
21. High Places - "Vision's the First"
20. Deerhunter - "Never Stops"
19. Gods and Queens - "Untitled #2"
18. Why? - "The Hollows"
17. TV on the Radio - "Love Dog"
16. Narrows - "Life Vests Float, Kids Don't"
15. The Mars Volta - "Wax Simulacra"
14. Bon Iver - "Skinny Love"
13. Mogwai - "Batcat"
12. Fucked Up - "Royal Swan"
11. Black Mountain - "Stormy High"
10. Kayo Dot - "The Awkward Wind Wheel"
9. The Big Sleep - "Tigers in Our Hearts"
8. Boris - "Statement"
7. Don Caballero - "Awe Man That's Jive Skip"
6. Fleet Foxes - "Tiger Mountain Peasant Song"
5. Marnie Stern - "Transformer"
4. sBach - "Track 08"
3. Torche - "Piraña"
2. These Arms Are Snakes - "Seven Curtains"
1. Wolf Parade - "Kissing the Beehive"

Download .zip - Pt. 1 (#1-#17)
Download .zip - Pt. 2 (#18-#35)

Disclaimer: Estas músicas fazem parte de álbuns em .mp3 adquiridos legalmente, ou foram por mim convertidas em formato .m4a, com recurso ao iTunes, a partir dos CDs originais. Pretendem ser apenas uma pequena amostra do trabalho destes artistas. Se gostarem do que ouvem, comprem o(s) disco(s).
Não pretendo com isto promover o download ilegal, mas como não tive qualquer autorização para partilhar estes ficheiros, se alguém se sentir lesado com este acto, por favor comunique-mo, que eu imediatamente os removerei.